quinta-feira, 20 de maio de 2010

Poeminha suado

Nunca fiz um poema,
Seria isso um problema?
Até hoje não,
Porém, uma tarefa de Português
Trouxe à tona a questão.

Pus-me a pensar
Sobre esse travamento,
Que na verdade é
Ausência de talento.

Devo trabalhar
A autoestima?
Ou apenas aceitar
A total falta de lírica?

Aprecio poesia
Pessoa, Drummond,
Quintana e Cecília...
Mas daí fazer versos, não,
Isso é coisa de artista.

Ou estaria Einstein
Certo em sua equação:
“10% de inspiração
e 90% de transpiração” ?

Continuo essa epopeia,
Mas não sou tão otimista
Tento ao menos uma ideia
E opto por ser simplista

Num esforço suprassensível
Encerro tais investigações
No afã de não ter maltratado tanto
Nem a arte e nem a língua de Camões.

Danyelle Nery Ramos - DDRH/UFG

8 comentários:

  1. Que criatividade tranquila! Parabéns, Dany!

    ResponderExcluir
  2. O desejo de amar já é amor. O desejo de fazer poesia já é poesia. Vc fez a prova disso. Muito legal!!!

    ResponderExcluir
  3. Quanta modéstia Dany! Quando relata a "falta de talento",rsrs Parabéns.

    ResponderExcluir
  4. Se algum dia eu tiver a inspiração e técnica pra fazer poesias assim, já vou me sentir artista! Muito bom!

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Muito joia, me identifiquei bastante com o seu texto. Me vejo nessas linhas. Achei parecido com minha trajetoria de "pseudoescritora", mas vamos chegar lá.

    ResponderExcluir
  7. ;)Dany, Schow de bola, aliás ultimamnte tens te revelado! Oportunidades... oportunidades!:)

    ResponderExcluir