domingo, 26 de julho de 2009

De Brasília para São Petesburgo


Tudo aconteceu em meados de junho do ano passado. Preocupada com as horas de atividades extracurriculares que deveria cumprir, m pus a pensar em algo que eu pudesse fazer, algum evento do qual eu pudesse participar. Então, tive uma ideia: acessei a página do Centro Cultural Banco do Brasil, de Brasília, e conferi a programação. Descobri que aconteceria nos próximos dias uma exposição chamada “Virada Russa”. O título muito me interessou. Tratava-se de uma exposição de quadros de superpintores, hiperfamosos, todos Russos: Kandisnski, Maliévitch, Chagal. No total, 123 obras que pertenciam ao Museu Estadual de São Petesburgo.
Logo, levei a ideia para os meus colegas de sala da faculdade e, depois de realizada uma assembleia, a turma toda decidiu se organizar e visitar a exposição. Sabíamos que não seria fácil conseguir o ônibus da Faculdade, porque o diretor era um enjoo, mas isto não nos desanimou.
Fizemos uma lista com os nomes dos alunos interessados e com muita tranquilidade fomos falar com o diretor. Entramos em sua sala e relatamos a situação (eu e outras duas colegas, superanimadas). Depois de ouvir-nos, ele, com um olhar repressor nos disse “NÃO”.
Que feiura! Um professor de Artes, impedindo seus alunos de irem a uma exposição! Teríamos que ter uma ideia fenomenal e uma atitude heroica para conseguirmos conhecer os quadros russos.
Resolvemos, então, em troca do micro-ônibus, fazer uma apresentação depois da exposição, no miniauditório da Faculdade, sobre o que veríamos em Brasília. A ideia agradou não só ao diretor como à turma toda, e, mais do que uma simples apresentação, organizamos, na faculdade, a “Semana da Arte Russa”. Enfeitamos todo o prédio com pôsteres informativos, imagens, nos fantasiamos, exibimos música nos intervalos das aulas, fizemos saraus em que eram declamadas as poesias dos escritores russos tais como Maiakóvski e Anna Akhmátova.
Enfim, a ideia inicial rendeu mais frutos do que o esperado! A arte mais uma vez nos surpreendeu!
Bruna Junqueira Ribeiro (FAV-UFG)

2 comentários:

  1. Bruna, quanta criatividade! Ótima crônica!

    ResponderExcluir
  2. Ih! Aretuza, eu também já me escondi muito para não ter q ir pra escola. (rssss)

    ResponderExcluir